Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish

Acometimento Simultanêo Pulmonar e Vertebral Paraccidiodomicose

Durante a investigação, foi realizado lavado broncoalveolar, cuja análise foi positiva para paracoccidioidomicose. Prosseguiu-se com a biópsia paravertebral, dada a improbabilidade do acometimento ósseo simultâneo. O exame micológico direto do material obtido confirmou a presença do agente.
A paracoccidioidomicose é uma micose sistêmica causada pelos fungos Paracoccidioides brasiliensis e lutzii afetando predominantemente homens, trabalhadores rurais, com transmissão por via inalatória e possível disseminação por via linfática ou hematogênica para outros órgãos.]

O pulmão é o órgão mais comumente afetado pelo Paracoccidioides spp (50-100% dos casos).

O padrão miliar é mais frequente na disseminação hematogênica da tuberculose, histoplasmose, paracoccidioidomicose, coccidioidomicose e candidíase. Além das doenças fúngicas, também pode estar presente na sarcoidose e disseminação metastática.

O envolvimento ósseo pela doença é raro, correspondendo a 1,7% casos, sendo relatados na literatura apenas dois casos de acometimento da coluna vertebral. Lesões ósseas líticas incluem como diagnósticos diferenciais metástases ósseas, osteomielite, histiocitose, distúrbios linfoproliferativos e tuberculose.

O padrão miliar abrange uma ampla variedade de diagnósticos diferenciais. A ocorrência concomitante em espondilodiscite tem como principal hipótese a tuberculose no nosso meio. Entretanto, em regiões endêmicas, apesar de rara, a paracoccidioidomicose deve ser considerada.

Compartilhe nas redes:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *